• PROJETO BROADWAY CURITIBA

O RETORNO DO TONY AWARDS E SEUS VENCEDORES


Michael R. Jackson, autor de Strange Loop recebendo o prêmio de Melhor Musical

No dia 12 de junho aconteceu a 75ª edição do Tony Awards, o maior prêmio do Teatro dos Estados Unidos. A cerimônia foi apresentada por Ariana DeBose, vencedora do Oscar 2022 como Melhor Atriz Coadjuvante por seu papel em “Amor, Sublime Amor” de Steven Spielberg.

Confira abaixo os vencedores:


Company O revival da peça que tem música e letra de Stephen Sondheim, originalmente estreada em 1970, levou a maior quantidade de prêmios, cinco ao total, sendo eles Melhor Revival de Musical, Melhor Direção de Musical, para Marianne Elliott, Melhor Performance de Atriz em Personagem de Destaque em Musical, para Patti LuPone, Melhor Performance de Ator em Personagem de Destaque em Musical, para Matt Doyle e Melhor Design Cênico de Musical.


Cena do musical Company. MJ: The Musical


A peça que é um musical jukebox que retrata a vida do cantor, compositor e dançarino Michael Jackson concorreu a Melhor Musical e ganhou em três categorias, Melhor Ator em Musical, para Myles Frost, Melhor Design de Iluminação para Musical e Melhor Design de Som.



Cena do musical MJ: The Musical


Paradise Square


A peça que se passa em Nova York durante a guerra civil retrata o conflito entre os americanos irlandeses e negros, além de ter concorrido a Melhor Musical, levou o prêmio de Melhor Atriz Principal em um Musical para Joaquina Kalukango.



Cena do musical Paradise Square


SIX


A peça retrata das vidas e os destinos das seis esposas de Henrique VIII, com músicas inspiradas nos ícones pop do século XXI, as seis mulheres formam um grupo pop atual. O espetáculo concorreu a Melhor Musical e apenas ganhou na categoria de Melhor Figurino de Musical.



Cena do musical Six


Strange Loop


“Strange Loop” estreitou off-Broadway em 2019 e devido a pandemia de Covid-19 teve sua estreia na Broadway postergada para abril de 2022. Na última edição do Tony Awards foi indicado em 11 categorias, ganhando em duas delas, Melhor Musical e Melhor Livreto de Musical. A narrativa fez tanto sucesso que em 2020 também ganhou o prêmio Pulitzer de drama. A peça narra a história e as lutas mentais de Usher, um escritor negro e queer escrevendo um musical sobre um escritor negro e queer escrevendo um musical sobre um escritor negro e queer, baseada nas dúvidas e obstáculos que o próprio autor de “Strange Loop”, Michael R. Jackson passou durante sua carreira como escritor e dramaturgo.



Cena do musical Strange Loop

Você assistiu algum dos vencedores? Conte para nós nos comentários!



19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo